George Gallup e a Associação Gallup Internacional

1 . A origem das pesquisas de opinião pública
As Ciências Sociais deixaram de ser apenas uma ciência teórica para se tornarem
também uma ciência empírica a partir da segunda metade do Século XX. Até então, a
Sociologia estava baseada apenas em registros históricos e em observações pessoais a
respeito dos fenômenos sociais.
Esta mudança aconteceu especificamente a partir do ano de 1936. Até então, havia
uma prática entre os jornais norte-americanos de solicitarem a seus leitores que
enviassem seu futuro voto por correio, respondendo a um cupom publicado nos
próprios jornais. Por ter havido uma diferença muito grande entre os resultados
da eleição presidencial de 1932 e os 20 mil cupons recebidos, o jornal “Literary
Digest” aumentou consideravelmente a divulgação dos seus cupons nas vésperas das
eleições de 1936. Depois de apurar cerca de 200 mil cupons, publicou a noticia de
que o candidato Al Landon seria o vencedor com 56% dos votos contra 44% de seu
opositor, Franklin Roosevelt.
Naquele mesmo momento, George Gallup entrevistou apenas 1500 eleitores e
divulgou a informação de que Roosevelt seria o vencedor, como de fato aconteceu. A
partir deste fato, ficou demonstrado que amostras elaboradas por sistemas estatísticos
podem representar com bastante precisão as opiniões de milhões de indivíduos. Com
este evento, George Gallup se tornou famoso no mundo todo.

2 . Da Universidade para o mundo
George Gallup, até então, era um jovem Professor que dirigia o Instituto de Psicologia
Social da Universidade de Iowa (US). A partir daquele novo avanço científico,
seu Instituto se tornou uma empresa independente que passou a realizar Pesquisas
de Opinião Pública e de Mercado com finalidade comercial. Fundou então a
Empresa denominada AIPO – AMERICAN INSTITUTE OF PUBLIC OPINION, na
cidade de Princeton, New Jersey, para onde se dirigiram pesquisadores de todas as
regiões do mundo, em busca de conhecimentos a respeito desta nova metodologia.
Durante os anos que se seguiram, inclusive durante a Segunda Guerra Mundial, o
método Gallup passou a ser adotado em diversos países, por novos pesquisadores
que seguiam as lições e as experiências desenvolvidas pelo AIPO. A partir de
1947, logo depois do término da Segunda Guerra Mundial, George Gallup reuniu
aqueles outros pesquisadores de outros países e fundou uma Associação destinada
à troca de experiências a respeito da aplicação de seu método. Surgiu assim a
Associação Internacional de Institutos de Pesquisa de Opinião Pública sob a
denominação de GIRI – GALLUP INTERNATIONAL RESEARCH INSTITUTES.
Esta Associação adotou, como norma de seus estatutos, que seus membros deveriam
ser pesquisadores independentes, com autonomia no exercício da profissão de
pesquisadores em seus respectivos paises. Deveriam se obrigar a não se filiarem
a qualquer partido ou movimento político ou entidade de cunho religioso ou
confessional e a participar de reuniões anuais para troca de experiências, visando
o avanço dos métodos científicos criados inicialmente por George Gallup.
Em contrapartida, os membros integrantes desta Associação, passavam a deter o
direito de uso exclusivo do nome “Gallup” em seus respectivos países, como elemento
diferenciador de seu trabalho no campo de pesquisas de opinião e mercado. Na
década de 70, o método Gallup já era adotado em mais de 50 paises, onde já existiam
Membros da Associação Gallup Internacional. De início, o método Gallup passou
de pesquisas de opinião pública passou a ser adotado em todos os países da Europa e
também em todos os paises onde havia liberdade de imprensa e sistema democrático
de participação popular em algum sistema eleitoral para escolha de governantes.
O método Gallup de pesquisas de opinião pública chegou a ser apontado como um
eventual substitutivo de eleições para a escolha de governantes. George Gallup
sempre se opôs a esta tese, afirmando que as eleições não necessárias não apenas
para oficializar a instituição da democracia como também para comprometer todos os
cidadãos com as escolhas que fazem. Segundo ele, o método Gallup de pesquisas de
opinião pública se apresenta apenas como um instrumento auxiliar na democratização
das instituições políticas e como forma adicional de comunicação entre governantes e
governados.

George Gallup no Brasil em 1974

3 . O método Gallup no Brasil
O Brasil passou a integrar esta Associação no Ano de 1967, quando Carlos Matheus,
sob licença de George Gallup, fundou em São Paulo SP o INSTITUTO GALLUP DE
OPINIÃO PUBLICA. Esta Empresa atuou durante trinta anos, entre os anos de 1967
e 1997. Seu início ocorreu logo depois da instalação do regime militar e acompanhou,
através de pesquisas de opinião pública, todo o processo de retorno das instituições
políticas brasileiras para o regime democrático.
Como se sabe, durante o período do regime militar, não eram realizadas eleições para
Presidente da República e para Governadores dos Estados, mas apenas para pequenos
municípios que não fossem as Capitais dos Estados e os situados em áreas que eram
consideradas “de segurança nacional”. Antes da implantação do regime militar,
haviam sido realizadas eleições para Presidente da República nos anos de 1946, 1950,
1954 e 1959. Em nenhuma destas eleições, houve qualquer acompanhamento de
pesquisas pré-eleitorais, o que significa dizer que os resultados só foram conhecidos
após à apuração total dos votos.
As pesquisas conduzidas pelo Instituto Gallup de Opinião Pública representaram
a introdução de uma metodologia destinada a acompanhar a evolução das
intenções de voto para eleições municipais, estaduais e nacionais. Sua aplicação
teve inicio em eleições majoritárias, isto é, as eleições para escolha dos prefeitos
municipais e nas eleições para os representantes de cada Estado no Senado Federal.
Um dos momentos importantes da aplicação dos métodos Gallup no Brasil ocorreu
no ano de 1974, quando o Instituto aplicou métodos qualitativos e quantitativos
para determinar a motivação e as tendências dos votos. Foi assim que o Instituto
Gallup foi capaz de antecipar a grande vitória do MDB, partido de oposição, na
época – contra todas as expectativas de políticos e jornalistas. Não era permitida a
publicação de pesquisas pré-eleitorais antes da realização dos pleitos. Porisso, os
dados colhidos antes da eleição foram publicados no dia seguinte da votação mas
antes das apurações.

4 . A primeira pesquisa de âmbito nacional
Foi também o Instituto Gallup o primeiro a aplicar, no Brasil, uma metodologia
destinada a acompanhar a evolução das intenções de voto em âmbito nacional – isto
é abrangendo todo o eleitorado brasileiro. É o que foi realizado no ano de 1976, para
avaliar a composição do Congresso Nacional. Havia dois partidos políticos: ARENA,
considerado o Partido que representava o Governo vigente e o MDB que representava
o Partido de oposição.
Como o MDB obtivera uma grande vitória nas eleições majoritárias para o Senado,
em 1974, esperava-se que esta mesma vantagem seria repetida nas eleições para a
Câmara Federal, em 1976. O Instituto Gallup iniciou, pela primeira vez, a aplicação
de um sistema de amostragem para representar o eleitorado de todos os Estados
brasileiros. As pesquisas realizadas pelo Instituto Gallup passaram a ser publicadas,
a partir daquele ano, pela Revista “Veja”. Por se tratar de eleições proporcionais
e não majoritárias, a legislação eleitoral da época não se opôs à publicação.
Os dados mostraram que a ARENA começou a campanha detendo certa maioria de
votos e terminou com a pequena vantagem de 51% contra 49% do MDB. Depois
de apurados todos os votos em todo o território nacional, esta mesma distribuição
foi verificada: a ARENA obteve esta pequena vantagem de 51% enquanto o MDB
alcançou os mesmos 49% anteriormente previstos e publicados.
O Instituto Gallup de Opinião Pública também acompanhou as eleições estaduais
que começaram a ser realizadas a partir do ano de 1982 e, finalmente, também
acompanhou, através de publicações pela imprensa, as pesquisas de intenção de voto
para Presidente da República nos anos de 1989 e 1994, utilizando sempre a mesma
metodologia iniciada em 1976. Esta é, aliás, a metodologia que passou a ser também
utilizada por todos os demais Institutos de pesquisa que surgiram com o retorno do
sistema democrático, a partir de 1988.

2 comentários para “George Gallup e a Associação Gallup Internacional”

  1. celso disse:

    endereço atual do instituto Gallup. Favor informar

    • Dr. Carlos Matheus disse:

      Prezado Celso
      Fui Diretor do Instituto Gallup entre 1967 e 1997, ano em que a Empresa deixou de existir. Desde então passei a trabalhar como Consultor em Opinião Pública. Tenho também realizado Cursos sobre Opinião Pública e Pesquisa Política na ABEP Associação Brasileira das Empresas de Pesquisa. Caso tenha ainda interesse, informo que acabo de publicar um livro sobre Opinião Pública denominado “As opiniões se movem nas sombras” – Editora Atlas, S. Paulo, 2011.
      Att
      Carlos Matheus
      15 Dezembro de 2011

Comentários